Horizontes do solo

Webnode

    

Conforme o tempo vai passando, a tendência dos solos é de ir aumentando a sua profundidade por causa da ação dos intemperismos. Na medida que o solo vai se desenvolvendo, começam a apareçer diversos horizontes que podem ser vistos nos perfis, ou trincheiras quando são abertos para o estudo, ou mesmo para a construção civil ou de estradas.

   

Na figura abaixo é possível observar quatro estágios de desenvolvimento do solo. Na primeira imagem, a rocha recém exposta começa a sofrer com a ação do intemperismo físico (desagregação e fraturamento) bem como o intemperismo químico que começa a agir com a penetração da água. Na segunda imagem, é possível ver um solo bem jovem, com um pequeno horizonte escuro de acúmulo de matéria orgânica bem como um pequeno horizonte de solo já formado, mais claro, e uma zona de transição com fragmentos da rocha originais. Na terceira, o solo ja está mais aprofundado e é possível ver o horizonte orgânico também, juntamente com dois horizontes mais desenvolvidos com a zona de transição, só que diferentemente da segunda imagem, esta zona está mais profunda. A última imagem mostra um solo bem desenvolvido, com o horizonte orgânico, três horizontes mais o de transição.

 

Desenvolvimento dos solos vistos em quatro perfis de desenvolvimento distintos

Fonte: http://www.vaicomtudo.com/formacao-do-solo-fatores.html

 

 

Estes horizontes recebem diversas denominações de acordo com as suas características. Na imagem abaixo é possível ver os horizontes: O, A, B e C.

 

 

Perfil de um solo com quatro horizontes distinguíveis

Fonte: http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/meio-ambiente-solo/solo-7.php

 

 

  •  HORIZONTE O (ORGÂNICO)

    Este horizonte é o mais superficial. É um horizonte de acúmulo de matéria orgânica e possui colorações bem escuras. Os restos vegetais, como folhas, galhos e troncos mortos caem em cima do solo, e começam a se decompor pelos diversos microorganismos existentes, desta maneira, vai se criando o húmus, que é essencial para o desenvolvimento das plantas.

 

  • HORIZONTE A  (ORGÂNICO E MINERAL)

Este se encontra diretamente abaixo do horizonte O. Contudo, é um horizonte que encontramos minerais secundários, provenientes do intemperismo químico. Portanto o horizonte A é um que acumula matéria orgânica, e possui diversos minerais de solo.

 

  • HORIZONTE B  (MINERAL)

O horizonte B é um horizonte que aparece em solos mais desenvolvidos e é essencialmente mineral. A sua coloração pode variar de acordo com a rocha matriz. Por exemplo, se o solo for proveniente de basaltos, terá uma coloração mais avermelhada, por causa dos óxidos de ferros existentes no solo.

 

  • HORIZONTE C  (ZONA DE TRANSIÇÃO)

É a zona de transição entre a rocha matriz e o solo sendo que podemos encontrar fragmentos originais da rocha. É neste horizonte que o intemperismo está agindo, e portanto, aprofundando cada vez mais o solo.

 

  • HORIZONTE R  (ROCHA MATRIZ OU MÃE)

Alguns perfis de solo são confeccionados com um horizonte R, que nada mais é do que a própria rocha que da origem ao solo, por isso recebe o nome te Rocha Matriz ou Rocha Mãe

 

Perfil com os horizontes do solo mais a rocha matriz (mãe)

Fonte: http://terratransformacao.blogspot.com/2009/09/constituicao-dos-solos.html

 

 

Os horizontes de um solo em um perfil aberto

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Solo



---------------------------------------------------------------------------